Você Está Aqui
Home > Blog > Seu Jorge para Alegrar

Seu Jorge para Alegrar

Estrangeiros com frequência ressaltam o calor do povo brasileiro e sua quase que inexplicável alegria, quando visitando o país ou depois de passar um certo tempo com um de nós. Traços recorrentes da nossa cultura, meio latina, meio africana, meio indígena.

Seu Jorge Música

Pesando justamente nesse alto astral, resolvi trazer Seu Jorge para a Resenha dessa semana, por se tratar de um artista que pode ser a porta de entrada para o maravilhoso mundo da MPB, seja por que ele é bastante contemporâneo, ou porque as suas músicas preservam raízes da musicalidade verde-amarela de maneira acessível, fazendo o que convencionou-se chamar de Samba Rock. Sem mais delongas, vamos aos álbuns.

América Brasil (Ao Vivo)

Seu Jorge Música

Normalmente, não recomendo gravações ao vivo para as pessoas conhecerem artistas, mas existem exceções excelentes e essa é uma delas. Esse show foi gravado em 2009 e vale a pena por dois motivos. O primeiro é que, nele, foram apresentados grandes sucessos da carreira de Seu Jorge até então. O segundo é o fato de América Brasil Ao Vivo ser baseado no disco América Brasil, de 2007. Dessa forma, é possível conhecer o cerne do álbum, junto com outras músicas relevantes da carreira do cantor. Além disso, as canções são bem executadas e o som não fica devendo nada ao material de estúdio. Vale ressaltar que assistir ao show é um experiência bem interessante, pois no cenário do palco foi montada uma verdadeira floresta e o figurino dos músicos encena a diversidade brasileira.

Seu Jorge Música

Os destaques do disco ficam por conta das músicas que também figuram na versão de estúdio, Trabalhador, América do Norte, Burguesinha, Mina do Condomínio, Seu Olhar Cuidar de Mim. Além disso, sucessos de outros discos, que mencionaremos, aparecem no show, e Damien Rice, compositor e cantor da canção Blower’s Daughter, feita para o filme Closer – Perto Demais, sobe ao palco para cantar com Jorge, que também faz uma performance da versão em português, É Isso Aí, lançada no disco Ana & Jorge, de 2005. Um momento ímpar.

The Life Aquatic Studio Sessions

Seu Jorge Música

Em 2004, um filme de Wes Anderson com Bill Murray, Cate Blanchett, Owen Wilson e Willien Dafoe chegou aos cinemas. Dentre um dos atores temos o próprio Seu Jorge e, na trilha sonora do filme, foram usadas 5 canções do brasileiro, que são versões acústicas e em português de músicas do querido David Bowie. No ano seguinte, Seu Jorge regravou as músicas, acrescentou outras e lançou um disco apenas com versões do Camaleão do Rock – todas apenas ao som da voz marcante de Jorge e seu violão característico.

Como dito no parágrafo anterior, as músicas de Life Aquatic são versões, e não traduções, das canções originais, algo que pode incomodar a quem não entenda que a expressão “zero a zero” possa caber em Rebel Rebel, ou “segura a minha canhota” em Suffragette City. Contudo, antes de cair matando e dizer que o disco não vale a pena, vamos lembrar o que o próprio Bowie declarou sobre as versões, “Se Seu Jorge não tivesse gravado minhas canções acusticamente em português, eu nunca teria ouvido esse novo grau de beleza que ele conseguiu adicionar a elas.”.

Cru

Seu Jorge Música

Gravado em Paris no ano de 2003 e lançado em 2004, a atmosfera de Cru é diferente dos outros dois exemplos. Em América Brasil Ao Vivo, temos banda e instrumentações. Life Aquatic é só voz e violão. Já esse disco é montado em cima da voz e do violão de Jorge, com pitadas de percussão, o que dá um clima único à gravação. Várias das canções são covers, sendo que as músicas que foram, de fato, compostas por Seu Jorge são Tive Razão, Mania de Peitão São Gonça, todas destaques. Além disso, grandes momentos do álbum são ChattertonDon’tBola de MeiaSou Favela.

Concluindo, Seu Jorge é um artista multi-facetado, que vai tocar músicas para animar o seu churrasco na lage, ou para criar aquele clima romântico, basta sintonizar corretamente.

______________

E, como cantou Seu Jorge, É Isso Aí. Curtam esses discos maravilhosos e os ouçam e, se quiserem ver um determinado artista ou disco aqui, é só falar.

Este post é um oferecimento de PontoJão – um lugar para todas as artes, do pop culto ao culto popular.

   

Comentar Via Facebook

Top