Você Está Aqui
Home > Blog > 15 Canções da MPB que, na verdade, são versões de músicas estrangeiras

15 Canções da MPB que, na verdade, são versões de músicas estrangeiras

Às vezes nos deparamos com uma canção agradável tocando no rádio ou embalando as cenas de uma novela e corremos pra saber de quem é aquela pérola. Descobrimos o nome do hit, o artista e a ouvimos até não aguentar mais. Por vezes nos interessamos até em saber quem foi o compositor daquela canção, certo? Volta e meia isso acontece comigo, mas sempre me surpreendo quando descubro que aquela canção é, na verdade, uma versão de uma música estrangeira. É provável que na lista a seguir você se depare com esta situação.

Confira abaixo algumas canções da MPB que, na verdade, são meras (ou não) versões de canções estrangeiras:

#1 The Wanderer (Dion) x Lobo Mau (Roberto Carlos)

Versão Nacional: Lobo Mau – Roberto Carlos (1965)

Original: The Wanderer – Dion (1961)



#2 Cathedral Song (Tanita Tikaram) x Catedral (Zélia Duncan)

Versão Nacional: Catedral – Zélia Duncan (1994)

Original: Cathedral Song – Tanita Tikaram (1988)



#3 La Mia Storia Trate Le Dita (Gianluca Grignani) x Quem de Nós Dois (Ana Carolina)

Versão Nacional: Quem de Nós Dois – Ana Carolina (2001)

Original: La Mia Storia Trate Le Dita – Gianluca Grignani (1995)



#4  E Po’ Che Fa (Pino Daniele) x Bem Que Se Quis (Marisa Monte)

Versão Nacional: Bem Que Se Quis – Marisa Monte (1989)

Original: E Po’ Che Fa – Pino Daniele (1982)



#5 Fascination (Fermo Dante Marchetti) x Fascinação (Elis Regina)

Versão Nacional: Fascinação – Elis Regina (1976)

Original: Fascination – Fermo Dante Marchetti (1904)



#6 The Blower’s Daughter (Damien Rice) x É Isso Aí (Ana Carolina e Seu Jorge)

Versão Nacional: É Isso Aí – Ana Carolina e Seu Jorge (2005)

#7 The Blower’s Daughter (Damien Rice) x Então Me Diz (Zélia Duncan e Simone)

Versão Nacional: Então Me Diz – Zélia Duncan e Simone (2005)

Original: The Blower’s Daughter – Damien Rice (2002)



#8 Burbujas de Amor (Juan Luis Guerra) x Borbulhas de Amor (Fagner)

Versão Nacional: Borbulhas de Amor – Fagner (1997)

Original: Burbujas de Amor – Juan Luis Guerra (1990)



#09 La Notte (Arisa) x A Noite (Tiê)

Versão Nacional: A Noite – Tiê (2014)

Original: La Notte – Arisa (2012)



#10 Knocking On Heavens Door (Bob Dylan) x Batendo na Porta do Céu (Zé Ramalho)

Versão Nacional: Batendo na Porta do Céu – Zé Ramalho (2005)

Original: Knocking On Heavens Door – Bob Dylan (1973)



#11 No Woman No Cry (Bob Marley) x Não Chores Mais (Gilberto Gil)

Versão Nacional: Não Chores Mais – Gilberto Gil (1979)

Original: No Woman No Cry – Bob Marley (1975)



#12 Lately (Stevie Wonder) x Nada Mais (Gal Costa)

Versão Nacional: Nada Mais – Gal Costa (1984)

Original: Lately – Stevie Wonder (1980)



#13 Amarillo By Morning (George Strait) x Entre a Serpente e a Estrela (Zé Ramalho)

Versão Nacional: Entre a Serpente e a Estrela – Zé Ramalho (1992)

Original: Amarillo By Morning – George Strait (1982)



#14 Here Comes The Sun (The Beatles) x Lá Vem o Sol (Lulu Santos)

Versão Nacional: Lá Vem o Sol – Lulu Santos (1989)

Original: Here Comes The Sun – The Beatles (1969)



#15 Gesú Bambino* (Lucio Dalla) x Minha História (Chico Buarque)

Versão Nacional: Minha História – Chico Buarque (1971)

Original: Gesú Bambino – Lucio Dalla (1971)


Bônus

Fazer versões de músicas internacionais não é exclusividade dos artistas da MPB e nenhum outro gênero musical aqui do Brasil. Pensando em trazer um bônus pros nossos leitores, resolvemos também separar algumas versões de bandas do Pop e Rock Nacional. Confira algumas versões que separamos:

Versão Nacional: Tanto – Skank (1993)

Original: I Want You – Bob Dylan (1966)



Versão Nacional: O Astronauta de Mármore – Nenhum de Nós (1989)

Original: Starman – David Bowie (1972)



Versão Nacional: Hey Joe – O Rappa (1996)

Original: Hey Joe – Jimmy Hendrix (1965)



Versão Nacional:  Marvin – Titãs (1984)

Original: Patches – Chairmen Of The Boards (1970)



Versão Nacional: Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles e os Rolling Stones – Engenheiros do Hawaii (1990)

Versão Nacional: Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles e os Rolling Stones – Os Incríveis (1967)

Original: C’era Un Ragazzo Che Come Me Amava i Beatles e i Rolling Stones – Gianni Morandi (1966)


A lista de versões é muito extensa aqui no Brasil e é um hábito recorrente em todo o mundo, o problema é que muita das vezes alguns artistas exageram e acabam criando versões muito aquém das originais. Fazendo um comparativo entre as originais e as versões aqui apresentadas, quais você achou mais interessante? E quais são aquelas que ficaram muito ruins?

 

Comentar Via Facebook

Igor Wolfe

Carioca, amante da MPB, compositor nas horas vagas e um sonhador em tempo integral.

Top